Como se preparar para apresentação de última hora - Eloquência

Como se preparar para apresentação de última hora

como se preparar para apresentação

Se você recebeu um convite de última hora para fazer uma apresentação, confie em você!

Quem o convidou acredita que você possa contribuir com suas ideias e conhecimento e agregar à outras pessoas. Isso é uma conquista e portanto uma grande oportunidade. Seguem os melhores conselhos sobre como se preparar para apresentação e ter sucesso:

VOCÊ TEM MEDO DE FALAR EM PÚBLICO?

Receba por e-mail nosso guia gratuito sobre

​COMO VENCER ESSE MEDO:

1. Preparar e organizar o conteúdo

A. Organize-o com inicio, meio e fim.

  1. Na introdução, se apresentar de forma objetiva – uma ou duas frases – caso as pessoas não conheçam você. Se todos o conhecerem não necessita apresentação. Mas se houver apenas uma pessoa que não o conheça a apresentação deverá ser feita.
  2. Anuncie o tema e logo explique porque você vai falar sobre isso. Seguindo, exponha o plano da sua apresentação. Decida se  vai deixar a audiência fazer perguntas ao longo do seu discurso ou se as perguntas serão feitas no final.
  3. No desenvolvimento do assunto, tente ter uma progressão lógica ou uma linha de direção para abordar os vários aspectos. Não passar de 5 ideias a desenvolver. Mais que isso o público poderá esquecer o que você falou. Saber poupar/economizar/descansar a atenção da sua audiência: se a sua apresentação for longa, você vai precisar dar pausas na passagem de mensagens e informação. Pode ser na forma de uma sessão de perguntas, de exercícios para a plateia fazer, de uma historia que você conta.
  4. A finalização é muito importante. As pessoas tendem a lembrar sempre a ultima coisa ouvida. Resuma brevemente as ideias desenvolvidas, e volte a falar do porque da importância do tema, dando ênfase nos benefícios para a sua platéia, ou na mensagem que quer passar (para aprofundar esses aspectos tema/mensagem, consulte meu artigo Como fazer uma apresentação de impacto). Agradeça pela atenção de todas as pessoas presentes.

B. Busque saber qual será a sua platéia, se ela é  de sua área ou é leiga no assunto. Dessa forma, poderá saber qual tipo de vocabulário poderá utilizar. Se a platéia for de sua área você poderá usar termos técnicos mas se não for, deverá adequar vocabulário e se houver necessidade de usar termos técnicos, deverá explicá-los.

Ex: Um médico que se apresenta para médicos e um médico que se apresenta para leigos.

Talvez não tenha conseguido fazer o melhor, mas lutei para que o melhor fosse feito. Não sou o que deveria ser, mas Graças a Deus, não sou o que era antes.

Marthin Luther King

2. Postura e vestimenta

  1. Treine falar diante do espelho observando sua postura que precisará estar alinhada. Coluna ereta, ombros abertos e queixo paralelo ao chão. Mantenha essa postura pois o manterá conectado com você e lhe dará uma sensação de Poder. Se sentir bem com sua aparência aumentará sua autoconfiança. E também facilitará uma boa respiração, base de uma boa fala.
  2. Gesticule naturalmente e sem exageros. Solte o gestual na altura do tronco. Um gestual preso alimenta um estado de tensão e transmite insegurança. Já o gestual muito exagerado, muito amplo e rápido pode transmitir ansiedade e agitação. Lembre-se de que o gestual é o complemento da fala. Quando nos sentimos à vontade em uma conversa, o gestual flui com facilidade. Em público também deve ser assim. Liberando as tensões o raciocínio flui melhor. Portanto, um gestual natural ajuda na fluência do orador. Veja a sua apresentação como uma conversa com sua platéia.
  3. Use uma vestimenta confortável. Evite roupas apertadas na cintura porque atrapalharão na respiração e gravatas apertadas porque causarão desconforto no pescoço e prejudicarão a projeção da voz. Também, dependendo da platéia e local, a roupa deverá ser formal ou não. Cuidar da imagem é importante pois, será a primeira impressão que sua platéia terá.  Você já passará uma mensagem de confiança mesmo antes de abrir a boca para cumprimentar a platéia.
  4. Antes de sair para a apresentação, se olhe no espelho e veja se está alinhado com roupa, sapatos,  penteado, barba e acessórios. Se você transpira nas axilas evite usar blusa ou camisa de cor clara pois as mesmas marcam. Prefira cores escuras.

3. Treinar diante do espelho ou de uma pessoa conhecida.

  1. Isso vai ajudar a memorizar a sua apresentação. Não decore frases porque correrá o risco de esquecê-las. Foque na estrutura do discurso, o plano, e não os detalhes. Agora, se você quer usar números ou estatísticas, aprendê-los ou anotá-los.
  2. Isso vai também ajudar a treinar o contato visual e o seu conforto.

4. Respirar – Usar pausas

  1. Relaxe! Respire profundamente algumas vezes antes de começar. Respirar bem libera endorfina, hormônio responsável pelo prazer. Esteja conectado com sua respiração. Ela permite soltar a voz. Se você tremer a voz, pare e respire.
  2. Fazer pausas entre as frases ou grupos de frases. Isso permite à audiência processar a informação que você passou, as suas palavras  terão ressonância nas cabeças das pessoas. Se você estiver nervoso, pausas também ajudam a respirar e se acalmar.

5. Falar alto para ser ouvido

  1. Solte sua voz. Fale com um volume audível. Sua platéia ouvirá bem o que você disser. Desta forma, sua mensagem não terá ruídos e sua comunicação será clara.
  2. Cumprimento à plateia: ande firme, se posicione diante do público e cumprimente-o com bom volume de voz, boa articulação  das palavras e entusiasmo. Esse início já o ajudará a se conectar com as pessoas presentes.
  3. Cuidado para não acelerar a sua fala. O discurso sem pausas prejudica a respiração. Desta forma poderá fazer esforço vocal e portanto tensão ao falar, prejudicando a clareza do seu discurso.
  4. Também, cuidado com o tom da voz: o tom muito agudo e estridente passa a sensação  de que o orador está gritando. O tom deve ficar simpático, como se fosse uma conversa agradável.

Eloquência conta com muitas técnicas para melhorar a sua comunicação e suas apresentações.

Eu dei aqui o kit de sobrevivência, as 5 ferramentas básicas e fundamentais para evitar constrangimento se você não estiver acostumado a falar em público:

  1. um conteúdo de qualidade bem estruturado,
  2. uma boa postura e aparência,
  3. uma respiração ampla e calma,
  4. um preparo com feedback frente ao espelho ou frente a uma pessoa que dará retorno,
  5. falar alto para ser ouvido.

Click Here to Leave a Comment Below 0 comments

Leave a Reply: