O que é voz e como está refletindo você. - Eloquência

O que é voz e como está refletindo você.

voz

A voz humana já existe desde o nascimento e se manifesta através do choro, riso e grito. Desde o início da vida, a voz torna-se um dos meios de interação mais poderosos do indivíduo e se constitui no modo básico de comunicação entre as pessoas.

Comunicamo-nos de múltiplas formas: pelo olhar, gestos, expressão corporal, expressão facial e pela fala. A voz, porém, é responsável por uma mensagem que estamos veiculando e revela muita coisa sobre nós mesmos.

VOCÊ TEM MEDO DE FALAR EM PÚBLICO?

Receba por e-mail nosso guia gratuito sobre

​COMO VENCER ESSE MEDO:

A voz fala mais do que as palavras, como veremos mais adiante.

Como a voz é produzida

A voz é produzida pelo trato vocal,  a partir de um som básico gerado na laringe. A laringe localiza-se no pescoço e é um tubo alongado, no interior do qual ficam as pregas vocais.

As pregas vocais são duas dobras, formadas por músculo e mucosa, em posição horizontal dentro da laringe, ou seja, paralelas ao solo, como se estivessem deitadas.

Quando respiramos silenciosamente, as pregas vocais ficam abertas, ou seja, afastadas entre si, para permitir a entrada e saída livres do ar.

Quando produzimos a voz, as pregas vocais devem se aproximar e vibrar.

Cavidades de ressonância

O som básico assim que produzido, vai percorrendo um caminho pelo trato vocal, dentro de nosso corpo, passando por estruturas que formam obstáculos ou aberturas, até atingir a saída pela boca e/ou pelo nariz, modificando-se através de um processo chamado de ressonância.

As cavidades de ressonância, portanto, constituem um alto falante natural da fonação e são formadas pela própria laringe, faringe, boca, nariz e seios paranasais.

Assim, o som chega ao meio ambiente amplificado.

Articuladores do som

Os sons são articulados principalmente na cavidade da boca, pelo movimento da língua, dos lábios, da mandíbula  e do véu palatino, que permite a entrada de ar no nariz para a produção dos sons nasais, como por exemplo, o “m”.

Esses movimentos devem ser precisos para produzir sons claros.

O ar: combustível da voz

O ar é essencial para produzirmos a voz, sendo o combustível energético da fonação. Sem ar passando entre as pregas vocais não há fonação.

É nosso cérebro que vai comandar todo o processo da entrada e saída do ar, do posicionamento e vibração das pregas vocais e da produção encadeada dos sons da fala.

Consciência da nossa voz

Ouvimos a nossa voz um pouco mais grave do que ela realmente é. Porque ouvimos por duas vias. Via aérea e via óssea. Som produzido por dentro que é a via óssea e o som da voz que saiu da boca e entrou nas orelhas e foi processado pelo cérebro que é a via aérea. Temos dois canais de escuta da nossa própria voz.

Os outros escutam a nossa voz somente por uma via que é a via aérea. Somente um canal. Portanto, escutam a nossa voz um pouco diferente do que nós escutamos.

As pessoas comentam algo sobre sua voz? Como por exemplo:

  • Que sua voz é infantil,
  • Baixa, tem que pedir para você repetir,
  • Dizem que sua voz é de taquara rachada, esganiçada?
  • Que você fala gritando?
  • Ou que sua voz transmite sedução?

Você tem a mesma impressão que os outros ou não tem a menor ideia do que transmite?

Então já é hora de voltar a atenção para a sua voz, ouví-la e conhecê-la.

Então perceba se ela reflete aquilo que você é de fato:

  • Está adequada à sua idade?
  • Está adequada à sua profissão?
  • Ela causa impacto positivo?
  • Valoriza seu discurso?
  • Tem o poder de convencer?

Importância da voz

A voz é um reflexo dos estados emocionais de uma pessoa. Medo, raiva, ansiedade, tristeza, falta de entusiasmo, alegria, sensualidade e outros estados são percebidos pela voz.

Exemplos:

  • A nossa autoestima também é transmitida pela voz. Pessoas com voz “fraca” costumam ter uma baixa autoestima.
  • Medo: a voz pode ficar abafada ou trêmula.
  • Agressividade: pode ser transmitida pelo tom e intensidade (volume).
  • Sensualidade: a voz fica sussurrada.
  • Raiva: pode ser transmitida pelo tom e intensidade.
  • Tristeza: intensidade costuma ficar fraca.
  • Infantilidade: transmitida pelo tom.
  • Maturidade: transmitida pelo tom e é projetada no ambiente.
  • Autoridade: transmitida pelo tom.
  • Timidez: voz com intensidade fraca.

Quem tem consciência de como é a própria voz terá poder de usá-la bem trazendo para si um equilíbrio interior.

Quem fala para dentro não é ouvido e perde muitas oportunidades pois não se faz presente.

A voz tem o poder de criar imagem mental. Quando ouvimos alguém ao telefone, podemos imaginar muitos aspectos sobre a pessoa como sexo, idade e estados emocionais.

A voz humana é o instrumento mais bonito, mas é o mais difícil.

Richard Strauss

Aspectos da voz

Voz tem timbre, intensidade, frequência e ressonância.

Conhecer esses aspectos ajudará à usar a voz com entonação, intensidade e ressonância adequados.

Você passará a se conhecer melhor sendo consciente da sua voz.

Suas apresentações serão mais envolventes.

Timbre – é a nossa marca. É aquilo que nos identifica. Como se fosse uma impressão digital. Não existe voz idêntica. Pode ser muito parecida mas não idêntica.

Intensidade – é o volume da voz.

Frequência – relaciona-se ao tom. O tom pode ser grave ou agudo. Passamos emoção pelo tom de voz.

Ressonância – temos amplificadores naturais como laringe, faringe, nariz e boca. Pela respiração direcionamos a voz para essas caixas. A boca é uma caixa de ressonância muito importante, pois é na boca que a voz é articulada com ajuda dos dentes, língua, palato e lábios.

Para a produção da voz e da fala devemos obedecer a uma série de atos coordenados pelo cérebro, que ocorrem na seguinte sequência:

  1. Para emitirmos a voz e a fala nosso cérebro dispara o comando central, que chega em nossa laringe e nos articuladores dos sons da fala através de nervos específicos.
  2. Inicialmente precisamos inspirar ar, ou seja, colocar o ar para dentro dos pulmões; para tanto, as pregas vocais devem estar afastadas.
  3. Ao emitirmos a voz, as pregas vocais aproximam-se entre si, com tensão adequada, controlando e bloqueando a saída de ar dos pulmões.
  4. O ar coloca em vibração as pregas vocais, que realizam ciclos vibratórios que se repetem rapidamente; quanto mais agudo o som, mais rapidamente esses ciclos se repetem.
  5. As caixas de ressonância devem estar ajustadas para facilitar e amplificar a saída do som pela boca.
  6. Dependendo do som da fala a ser emitido, os articuladores, ou seja, os lábios, a língua, a mandíbula e os dentes, devem se posicionar de modo adequado.

Os estados emocionais e os sentimentos como medo, raiva, tristeza, agressividade e timidez são transmitidos pela voz.

As pessoas comentam algo sobre sua voz? Como será que ela está refletindo você?

Conheça sua voz, os aspectos que a envolvem como timbre, intensidade, frequência e ressonância.

O fonoaudiólogo é o profissional que pode ajudá-lo a aperfeiçoar sua voz.

Pense que a voz é uma ferramenta poderosa. Como toda ferramenta deve ser bem utilizada.

Quem sabe projetar a voz passa com clareza sua mensagem e se faz ouvir.

Voz é um componente fundamental para ser eloquente.