Técnicas de persuasão: regras básicas - Eloquência

Técnicas de persuasão: regras básicas

persuasão casal

Uma das aplicações de ser eloquente é de persuadir com mais facilidade as pessoas.

Quando assistimos os políticos fazendo discurso no período eleitoral, quando o advogado começa a falar para defender o cliente dele, ou quando a vendedora de loja feminina quer vender os sapatos e a bolsa para a cliente, a pessoa terá mais éxito se for experiente e conhecer retórica e argumentação.

VOCÊ TEM MEDO DE FALAR EM PÚBLICO?

Receba por e-mail nosso guia gratuito sobre

​COMO VENCER ESSE MEDO:

Vou apresentar o básico da persuasão e irei ao longo de outros artigos desenvolver mais o assunto, dando enfase em cada técnica específica.

1. Persuasão é diferente de manipulação.

Manipular é induzir uma pessoa a fazer algo que não é bom para ela. Persuasão é a arte de conseguir que uma pessoa faça uma coisa que é do interesse dela e que também beneficia você.

2. Persuade quem pode ser persuadido.

Todo mundo pode ser persuadido, com tempo e contexto corretos, mas nem sempre com pouco tempo. Campanhas politicas focam o tempo e o dinheiro delas sobre um pequeno grupo de pessoas que podem mudar de opinião e assim mudar o resultado da eleição.

A primeira etapa da persuasão é sempre de identificar quais são as pessoas que podem ser persuadidas em determinado tempo e focar sua energia nelas.

3. Contexto e momento.

Os blocos básicos para construir persuasão são contexto e momento.

Contexto dá a medida do que é aceitável. Por exemplo se você está fazendo uma trilha e o guia está pedindo para subir em uma pedra, se todo mundo no grupo está fazendo, você vai se sentir incentivado a fazer.

O momento diz o que nós queremos dos outros e da vida. Não queremos a mesma coisa quando temos 20 e quando temos 40 anos, por exemplo.

4. Você precisa estar interessado para ser persuadido.

Você nunca vai conseguir convencer uma pessoa que não está interessada no que você está dizendo.

Todos nós estamos interessados em nós mesmos, e passamos a maioria de nosso tempo pensando em dinheiro, amor ou saúde.

A primeira parte da arte de persuadir é de falar para as pessoas delas mesmas. Assim você terá toda atenção delas.

Eloquência positiva é aquele que persuade com doçura, não com violência, ou seja, como um rei, não como um tirano.

Blaise Pascal

5. Empatia e harmonia.

Na continuidade do ponto anterior, além de interessar as pessoas falando delas, você tem também que se colocar no lugar delas, para entender as suas expectativas, suas necessidades e os seus medos.

Para isso pode tirar proveito dos seguintes conselhos:

  1. aumente seu poder o reduzindo.

    Poder interfere com nossa habilidade em estarmos em harmonia com os outros.

    No lugar de lutar para ter mais, entenda que você é melhor sucedido quando sabe ver com o olhar do outro também.

  2. use sua cabeça e seu coração, e se conecte aos outros.

    Há pouco tempo escrevi o artigo Da importância de conectar-se para comunicar para explicar o quanto instintivamente estamos selecionando as pessoas, e que o seu conteúdo pode ser de primeira mas se a primeira impressão que você deixou com seu interlocutor não é boa, é difícil ter impacto.

Persuasão é um componente importante da eloquência, que, apesar de não ser sempre transparente como argumentos lógicos podem ser, é diferente de manipulação.

Ela é focada no seus interlocutores, que precisam ser interessados um mínimo no início e susceptíveis de mudar de opinião. Também tem momento e contexto para isso.

Mais será empático, em harmonia e conectado ao seu público, mais facilidade terá em persuadir.

Click Here to Leave a Comment Below 0 comments

Leave a Reply: